Com a intensificação do potencial técnico requerido para a execução de obras ou operações destinadas a impulsionarem o desenvolvimento de obras urbanas, agrícolas e rodoviárias, foram concebidos diversos métodos e recursos de alta tecnologia.

Dentre muitas metodologias elaboradas visando atender a essa urgência, o solo grampeado se destaca devido ao fato de exibir a capacidade técnica apropriada para proporcionar a segurança.

Por que a execução de obras de solo grampeado é essencial?

Inicialmente, um solo grampeado se trata do conjunto de atividades realizadas com o intuito de melhorarem um talude natural (formado a partir de ações geológicas e da natureza) ou artificiais (constituídos por meio de ações como escavações e aterramentos).

Basicamente, as práticas que compõem um projeto de execução de obras de solo grampeado correspondem à fixação de chumbadores verticais sobre o maciço, seguido da aplicação de um revestimento composto por concreto projetado proporcionando a estabilidade do talude.

Em casos onde o talude se encontra devidamente cortado, é possível executar os trabalhos de modo que for mais conveniente, ou seja, tanto descendente quanto ascendente.

De forma concomitante às atividades descritas, é efetuada a drenagem profunda (por via de DHP ou Dreno Sub-horizontal Profundo) e da superfície utilizando de drenos de paramento e canaletas.

Basicamente, todas essas tarefas são executadas com o objetivo de impedir a decorrência de contratempos como as instabilidades do talude, podendo resultar em deslocamento de massas e consequente comprometimento da obra.

O texto acima "Execução de Obras de Solo Grampeado" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.