Execução de Obras de Solo Grampeado para Área de Risco

À medida que foram concebidos recursos e metodologias de alta tecnologia, atividades como o solo grampeado foram consolidados possibilitando tanto o controle de áreas de risco quanto o alicerçamento de edificações e estruturas em regiões próximas.

A indispensabilidade da execução de obras de solo grampeado para área de risco

Inicialmente, o solo grampeado se trata do conjunto de técnicas aplicadas a fim de possibilitar contenção de um determinado talude natural (composto em resultado de ações geológicas e da natureza) ou talude artificial de corte e aterro (o primeiro é formado com a retirada enquanto o seguindo decorre da deposição de material).

Exibindo de outra maneira, a execução de obras de solo grampeado para área de risco consiste do melhoramento de um solo em aclive ou declive, impedindo que ocorra contratempos como o deslizamento de material e o consequente comprometimento das construções alicerçadas aos arredores.

Em geral, o solo grampeado é elaborado por intermédio da fixação de chumbadores com calda de cimento no maciço. Após a efetuação dessa atividade, é aplicado um revestimento de concreto projetado sobre a superfície.

Durante a sucessão das etapas descritas, é realizada a drenagem profunda utilizando-se do DHP (ou Dreno Sub-Horizontal) e de superfície onde são empregados os drenos de paramento e as canaletas.

Sendo que todos esses procedimentos são executados sem ocasionar impactos ambientais, a empresa contratada deve analisar o terreno a ser trabalhado a fim que a execução de obras de solo grampeado para área de riscodecorra com agilidade e eficácia apropriada para promover a qualidade da obra.

O texto acima "Execução de Obras de Solo Grampeado para Área de Risco" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.