O advento de construções cada vez mais complexas, motivou o aumento da urgência em ser desenvolvido um acabamento provido da capacidade de não somente elevar o aspecto estético, mas também ampliar as propriedades técnicas de uma edificação.

Dentre muitos métodos, o piso granilite se encontra cada vez mais difundido devido ao fato de proporcionar um ótimo visual juntamente à solidificação da infraestrutura de diversas construções, como residências, comércios, escritórios, hospitais e, até mesmo em templos e igrejas.

A realização de um piso granilite em igrejas se deve justamente pela formação do revestimento que concede a segurança, durabilidade e fácil manutenção.

Como é feito o piso granilite em igrejas?

Um piso granilite em igrejas é executado, basicamente, com a aplicação de uma argamassa especial aliada ao conjunto de minerais britados, resultando em um acabamento plano e rígido.

Em outras palavras, é formado uma base a partir da união de areia, cimento branco e água, da qual atua como o elemento que serve como aderente aos fragmentos de quartzo, arenito, granito, mármore e outros materiais.

Sendo que os grânulos empregados podem conter atributos cromáticos e dimensionamento uniforme ou distinto, um piso granilite em igrejas pode ser exibir variados aspectos, sempre estando em conformidade aos requerimentos do projeto.

Um piso revestido com o granilite além de possuir um visual agradável, se mantém intacto mesmo com a inserção de fortes impactos, severos níveis de pressão e atrito. Isso sem mencionar que a sua manutenção e limpeza ocorre de forma simples e prática.

Pelo fato da efetuação do piso granilite em igrejas requerer um exímio desempenho, é indispensável a assistência de uma empresa especializada.

O texto acima "Piso Granilite em Igrejas" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.